Em sua quarta temporada, o Projeto Humanos resgata crime de 2 décadas e se consolida como o melhor Podcast do Brasil

Em sua quarta temporada, o Projeto Humanos resgata crime de 2 décadas e se consolida como o melhor Podcast do Brasil

Compartilhe!

“No dia 06 de Abril de 1992, na cidade de Guaratuba, no litoral do Paraná, o menino Evandro Ramos Caetano, de apenas 6 anos de idade, desapareceu. Poucos dias depois, seu corpo foi encontrado sem as mãos, cabelos e vísceras. A suspeita: foi sacrificado num ritual satânico.

Essa morte acabou por aumentar o medo de pais por todo o estado do Paraná, que enfrentava naquele momento um surto de crianças desaparecidas. Teriam seus filhos sofrido o mesmo destino trágico de Evandro?

Em Julho de 1992, sete pessoas são presas em Guaratuba, e confessam que usaram o menino em um ritual macabro. Mas o caso estava longe de ser encerrado – assim como a culpa daquelas pessoas estava longe de ser devidamente esclarecida.”

Publicidade

Esse é a descrição encontrada no site oficial do Projeto Humanos, que em sua quarta temporada vem contar a história desse caso.

O Projeto Humanos é um podcast criado em 2015 por Ivan Mizanzuk, que também é o idealizador do Anticast. Visando contar histórias reais de pessoas reais, o programa segue o formato de Storytelling, porém em alguns pontos dá lugar ao jornalismo investigativo.

Nessa temporada, Ivan decidiu contar a história do desaparecimento de Evandro Caetano, o menino que desapareceu em Guaratuba, Paraná, em 1992. É um caso envolto em mistério e que ainda dá vazão à dúvidas sobre seus acontecimentos. Tais dúvidas fizeram com que o processo fosse reaberto no ano passado, atrasando o lançamento desta temporada em cerca de um ano.

Mizanzuk se espelha no estilo do podcast This American Life que tem uma pegada parecida. Também podemos compará-lo com o The Teacher’s Pet, podcast australiano, que nas últimas semanas foi responsável pela resolução de um caso ocorrido 36 anos atrás.

Podcast dá trabalho

Imagem de Ivan Mizanzuk, com a barba grande.
Ivan Mizanzuk produz o Projeto Humanos de forma independente, contando com uma pequena equipe de suporte.

É nítido o trabalho empregado para dar vida ao Projeto Humanos. Entre pesquisas, entrevistas, edições e lançamento, Ivan e um grupo de pessoas que dão suporte ao programa, despenderam centenas de horas.

Publicidade

Tal trabalho rendeu frutos, trazendo o que hoje pode ser considerado o melhor podcast em produção no país.

O clima do podcast

Foto de uma criança, branca, cabelo loiro e olhos azuis.
Evandro desapareceu em 1992.

Ivan consegue capturar a essência da história real e todas as emoções que ela desperta. Isso faz com que, algumas vezes, seja difícil escutar alguns trechos do episódio em que entrevistas atuais, análises, recortes em áudio da época e leituras de trechos de jogais e livros te levam para dentro da história de Evandro e de, até agora, outras duas crianças e suas famílias.

A trama se mistura entre o misticismo e a política para contar uma história esquecida nos últimos 25 anos. Mizanzuk toma cuidado para não dar opiniões pessoais. Ao mesmo tempo ele brinca com o ouvinte, nos levando por caminhos que nos dão certezas do que ocorreu para que logo depois essas certezas sejam destruídas.

Todo esse clima faz jus ás melhores histórias de mistérios, aos quais temos acessos em livros e filmes. Porém o formato de áudio traz sensações diferentes e o podcaster consegue trabalhar com nossas emoções e pensamentos conforme fala. Mizanzuk é certeiro na análise da reação de seus ouvintes e em alguns momentos parece ler os nossos pensamentos, respondendo duvidas que surgem.

Publicidade

Ao mesmo tempo o podcaster parece analisar bem quando as dúvidas são necessárias, as mantendo ou abordando de modo a evidenciar essas dúvidas nos ouvintes. Ele também mantém o foco político em suas análises, ao levantar motivos pelos quais Evandro ganhou notoriedade, enquanto outros casos de crianças desaparecidas não ganharam as manchetes. Um desses casos é de Leandro, desaparecido na mesma cidade.

Ouça

É impossível não elogiar o trabalho de Mizanzuk e sua equipe, ainda mais sabendo que o Projeto Humanos é um projeto completamente independente.

Você pode acessar o site do Projeto Humanos ou assinar o feed do podcast para receber os novos episódios diretamente em seu celular ou computador. Para saber como adicionar esse feed, acompanhe esse tutorial.

O projeto Humanos também está disponível no Spotify, Deezer, Itunes e outros serviços de áudio.

A primeira parte da quarta temporada foi encerrada com 6 episódios. Ao total teremos 14 episódios, sendo que a próxima parte será lançada em fevereiro de 2019.


Compartilhe!

Rafael TAB

Rafael tem 26 anos e mora no interior de São Paulo. Diagnosticado com transtorno bipolar é fissurado por cultura pop e nerd desde os 9 anos de idade quando foi apresentado ao sítio do Pica Pau Amarelo e logo depois ao fantástico mundo de Harry Potter. Hoje é um grande fã de O Senhor dos Anéis e Star Trek. Tem fascinação por áudio-visual, tecnologia e games.

Este post tem 2 comentários

  1. Gostei muito do seu post, vou acompanhar o seu blog/site.
    Este tipo de conteúdo tem me ajudado muito no desenvolvimento pessoal.
    Obrigado
    Manuela Silva

Deixe uma resposta

Fechar Menu