Elsa pode ter uma namorada em Frozen 2

Elsa pode ter uma namorada em Frozen 2

Compartilhe!

Publicidade

Nos últimos dias um boato surgiu na internet. Ele dizia que a personagem Elsa, a princesa da animação Frozen da Disney, poderia ter uma namorada. Estranhamente (ou não), esse boato gerou um mar de churume na internet. Teve até gente berrando, esperneando e destilando homofobia em vários lugares. Teve até gente falando que aceitava, contanto que a classificação indicativa do filme fosse de 12 anos, por conta dessa relação, é claro. Nada a ver com homofobia. Estranhamente, essa galera nunca pediu classificação 12 anos para romances entre monstros sequestradores e plebeias devoradoras de livro ou entre uma princesa e um ogro.

Elsa é uma personagem que foi um marco nas animações da Disney. Era uma princesa que, em sua estreia, mostrou-se como uma mulher independente e complexa. Sua fragilidade emocional frente aos problemas que enfrentou foram realistas. Sua força para superar os problemas sem precisar se apoiar em um romance foram excelentes. Sua relação com sua irmã é linda. Foi algo bem diferente do mostrado por outras princesas clássicas da Disney. Agora ela pode ser a primeira protagonista de uma animação do estúdio a ter um relacionamento que não seja heterossexual. E isso está longe de ser um problema.

A diretora do longa, Jennifer Lee, deu uma entrevista para o Huffington Post em que confirmou a possibilidade:

Estamos tendo muitas conversas sobre isso e estamos cientes sobre essas coisas. Eu sempre escrevo primeiro os personagens e depois as coisas ao redor deles e Elsa tem me mostrado todos os dias o que tem feito na vida e como ela está. Vamos ver para onde vamos.

Em tempos, não acredito que esse tipo de ação fará com que superemos as opressões estruturais presentes no sistema social em que vivemos. A Disney também sabe disso e observa essa possibilidade apenas como uma chance de conquistar uma fatia de mercado. Porém saber que jovens não-heterossexuais poderão ver nos cinemas e televisões personagens que se parecem com ele e podem fomentar o desenvolvimento de suas identidades de maneira um pouquinho mais saudável, é motivo o bastante para aplaudir caso isso aconteça.


Compartilhe!

Rafael TAB

Rafael tem 26 anos e mora no interior de São Paulo. Diagnosticado com transtorno bipolar é fissurado por cultura pop e nerd desde os 9 anos de idade quando foi apresentado ao sítio do Pica Pau Amarelo e logo depois ao fantástico mundo de Harry Potter. Hoje é um grande fã de O Senhor dos Anéis e Star Trek. Tem fascinação por áudio-visual, tecnologia e games.

Deixe uma resposta

Fechar Menu