Análise: Pro Evolution Soccer não traz grandes novidades em sua versão 2018
Game está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC

Análise: Pro Evolution Soccer não traz grandes novidades em sua versão 2018

Compartilhe!

Publicidade

Entra ano e sai ano e uma certeza é concreta: Pro Evolution Soccer da Konami e Fifa da EA Games terão novas versões, acirrando ainda mais a disputa sobre quem vai ter soberania do reino do futebol virtual. Nos últimos anos esse embate ainda ganhou foi incrementado pelo crescimento dos e-sports, onde o futebol virtual ganhou ainda mais o seu espaço com torneios organizados pela própria Federação Internacional de Futebol e outras organizações (Na minha cidade, até mesmo o sindicato dos metalúrgicos costuma organizar anualmente um torneio de futebol virtual).

2017 foi um ano bastante movimentado no mundo boleiro, principalmente pela transferência por valores estratosféricos pagos pelo jogador brasileiro Neymar, que trocou o Barcelona pelo Paris Saint Germain. Algo que repercutiu no mundo dos games e gerou uma guerra publicitária entre a Konami, que tinha Neymar e outros jogadores do Barcelona, com quem tem um contrato de exclusividade, na sua capa. A EA se aproveitou e deu algumas cutucadas na rival, evidenciando Neymar, agora jogador do PSG, em seu material publicitário.

A versão deste ano de PES foi o primeiro a ser lançado e joguei alguns minutos do game em que me diverti bastante fazendo vários confrontos entre Corinthians e São Paulo. Confesso que há alguns anos não jogava o game da Konami e tive uma grata surpresa ao me divertir bastante com a versão 2018 do jogo. Porém algo que já fica em evidência é que o jogo fica bem abaixo da versão 2017 de Fifa com a qual tive contato por várias horas nesse último ano, devendo também ficar abaixo da versão 2018 do game da EA.

Jogabilidade

Publicidade

O game apresenta uma jogabilidade bem rápida, mantendo um foco igual entre passes e dribles. Infelizmente a inteligência artificial do jogo peca, com jogadores da sua equipe demorando para fugir de marcações ou avançar, diferentemente do que ocorre com o FIFA 2017.

Chutar ao gol é sempre um desafio, pois na parte da zaga a inteligência artificial funciona bem até demais e os defensores estão sempre prontos para evitar um remate ao gol, algo que em alguns momentos torna-se irritante.

Os cruzamentos são uns desafios e é bastante difícil controlar para onde a bola vai, porém, quando você acerta jogadas lindas, acabam por acontecer, como um gol de voleio que consegui marcar com o atacante Lucas Pratto. Os goleiros são o ponto forte do jogo e funcionam bem, se posicionando certinho embaixo dos gols e saindo quando necessário, porém senti uma falta de falhas (algo comum no futebol) que possibilitassem gols inesperados.

Gráficos

Publicidade

Os gráficos do game são excelentes e, principalmente, em lances de maior distância podemos ser confundidos e acreditar que é um jogo de futebol real, porém, quando a imagem se aproxima, a irrealidade fica evidente por conta da pouca expressividade de jogadores e uma textura de peles um tanto falsas.

Narração

A narração brasileira de PES 2018 fica a cargo de Milton Leite, com comentários de Mauro Betting. Ambos estão bem, mas senti uma falta de emoção no jogo, assim como senti falta de um número diversificado de falas, fazendo com que o jogo tenha muitas repetições e momentos de silêncio.

A narração de PES foi bastante criticada por seu antigo titular Silvio Luiz, que apresentou motivos financeiros para se afastar da franquia. A narração de Silvio era bem mais vívida do que a de Milton Leite.

Diversão

Mesmo com defeitos, o jogo diverte, mas após algumas horas torna-se muito previsível. A falta de falhas de jogadores acaba sendo responsabilizada em grande parte por isso.

Publicidade

Trilha Sonora

A trilha sonora do jogo é excelente e bastante animada, elevando a emoção nos momentos pré-jogo, trazendo músicas de artistas como John Legend, Linkin Park, Bruno Mars e Blondie.

Conclusão

Pro Evolution Soccer 2018 deverá ficar novamente abaixo do seu rival da EA Games, porém apresenta certa diversão. O foco em um jogo mais simples e direto pode agradar alguns, fazendo com que PES se torne muito melhor como uma porta de entrada à novos jogadores de futebol virtual. O jogo deve agradar bastante os mais jovens, mas quem busca uma experiência com mais desafios e mais próxima ao futebol real deverá encontrar em seu rival um porto seguro.

PES 2018 está disponível para Playstation 4, Xbox One e PC’s.

 


Compartilhe!

Rafael TAB

Rafael tem 26 anos e mora no interior de São Paulo. Diagnosticado com transtorno bipolar é fissurado por cultura pop e nerd desde os 9 anos de idade quando foi apresentado ao sítio do Pica Pau Amarelo e logo depois ao fantástico mundo de Harry Potter. Hoje é um grande fã de O Senhor dos Anéis e Star Trek. Tem fascinação por áudio-visual, tecnologia e games.

Deixe uma resposta

Fechar Menu