Cities Skylines é o jogo feito especialmente para os nostálgicos de Simcity
Cities Skyline é o sucessor espiritual da série Sim City

Cities Skylines é o jogo feito especialmente para os nostálgicos de Simcity

Compartilhe!

Publicidade

Quem cresceu nos anos 2000 tem uma grande chance de ter jogado o irmão de The Sims, Sim City. O clássico jogo da Maxis tinha a premissa de tornar o gamer um administrador de cidades e, mesmo com a premissa básica, empolgava e muito aqueles que o experimentavam. Porém a jogabilidade clássica de Sim City foi abandonada de vez nas últimas versões do game que buscaram algo mais próximo aos jogos da série Tycoon, com construção individual e bastante controlada da sua cidade.

Para aqueles que estavam acostumados com a dinâmica de uma cidade que crescia quase que sozinha, necessitando de um prefeito que colocasse ordem no barraco, os games da série Sim City não mais serviam. Foi então que a produtora de games Colossal Order entrou na jogada e lançou em 2015 Cities Skylines, após anos de desenvolvimento do game, que busca em Sim City 4 uma inspiração para existir.

Cities apresenta uma dinâmica bastante similar com os antigos games da Maxis, porém muito mais desafiante e detalhista. Algumas nuances do jogo podem fazer com que o jogador acabe por ver sua cidade fracassando completamente, como não calcular o ciclo de um rio onde você deve retirar água e jogar o seu esgoto, algo que pode deixar seus cidadãos doentes e levar sua cidade inteira à morte.

Jogabilidade

A jogabilidade apresenta certa simplicidade, mas pode tornar-se complexa em alguns momentos. Segue a linha clássica desse tipo de jogo, onde você desenvolve terrenos que poderão ser usados para a construção de habitações, comércios ou indústrias. Após isso, você deve destacar serviços públicos que atendam tais regiões e a mantenham viva, como postos médicos, bombeiros, escolas e policiamento.

Publicidade

O jogo permite uma liberdade ideológica interessante, com você podendo ter um governo mais liberal (com poucos impostos e serviços públicos quase inexistentes) ou uma postura mais social com impostos mais altos e serviços públicos gratuitos e de qualidade. O game até oferece a possibilidade de você implementar uma política de catraca-livre, liberando a gratuidade no sistema de transporte público.

Desafios

Os desafios são as melhores partes do game. Como no detalhe anterior, uma construção mal feita pode levar ao desastre, mas, além disso, as cidades do game apresentam diversos detalhes que podem prejudicar ou beneficiar o seu crescimento. O controle financeiro é um desafio no início do jogo, porém depois disso torna-se apenas um detalhe.

Além disso, acidentes naturais podem ocorrer a qualquer momento, levando parte de sua cidade à destruição e matando os seus cidadãos, caso você não tenha um sistema de resgate adequado. Com o tempo é possível prever tais desastres e se preparar melhor, por meio de sistemas que acompanham a formação de furacões, terromotos e tsunamis.

Publicidade

Além disso, o game segue sempre com o peso de desafiá-lo a fazer sua cidade crescer, apresentando um gráfico que demonstra a necessidade de terrenos de cada tipo e lhe dando construções que podem atrair mais possíveis moradores para sua cidade.

Trilha Sonora

A trilha sonora do game é bem genérica e não empolga muito. Mesmo nos momentos em que você precisaria ficar tenso, como quando um furacão está se dirigindo para destruir sua cidade, isso não ocorre e é uma das principais falhas do game.

Gráficos

Nenhum game de administração necessita de gráficos muito avançados, porém Cities Skylines se propôs a atualizar o nível gráfico de outros jogos da série e conseguiu. Nada de super-realismo, porém a sensação de uma cidade viva está presente e é bastante empolgante.

Gráfico não impressiona pelo realismo, mas cria uma cidade viva

Conclusão

Publicidade

Cities Skylines cumpre o papel de resgatar a experiência dos antigos games da série Sim City e pode até mesmo ser considerado um plágio mais detalhista deles. Apresenta-se como uma ótima oportunidade para aqueles que querem reviver as experiências do início dos anos 2000, porém o nível de desafio também abre uma janela de oportunidade para apresentar o estilo de jogo para novos gamers.

Não considero ser um jogo voltado para crianças, por conta do seu nível de complexidade que fará com que qualquer um que não entenda minimamente o funcionamento de uma cidade real se sinta completamente irritado com as sucessivas derrotas, porém é uma ótima pedida para adolescentes e adultos.

Também é uma ótima indicação para certos prefeitos completamente despreparados e que querem dar ração para alimentar os mais pobres. Quem sabe eles possam aprender algo, né?

Cities Skyline está disponível para XBox One, PS4, Windows, MacOS e Linus.


Compartilhe!

Rafael TAB

Rafael tem 26 anos e mora no interior de São Paulo. Diagnosticado com transtorno bipolar é fissurado por cultura pop e nerd desde os 9 anos de idade quando foi apresentado ao sítio do Pica Pau Amarelo e logo depois ao fantástico mundo de Harry Potter. Hoje é um grande fã de O Senhor dos Anéis e Star Trek. Tem fascinação por áudio-visual, tecnologia e games.

Deixe uma resposta

Fechar Menu